O Senhor Que Moveu As Montanhas
Abril 26, 2017
Quem Foi Fong Say Yuk ?
junho 11, 2017
Show all

Contos Para Refletir: A Saída

Discípulo: Por que quando entramos aqui no templo as portas se fecham às nossas costas e só se abrem por nosso merecimento, mestre?

Mestre: O discípulo de shaolin não pode aspirar à completa felicidade, enquanto não tenha se tornado puro moralmente. Qualquer mácula lhe interdita a saída.

Discípulo: Não entendi o que o senhor quis dizer, mestre?

Mestre: Todos, quando chegam a este mundo, são como os passageiros de um navio onde há pestosos, aos quais se veda o acesso à cidade a que aportem, até que se hajam expurgado.

Discípulo: Mas como alcançar este merecimento, mestre?

Mestre: Mediante as diversas experiências, estudos e compreensão da vida, é que os discípulos se vão expurgando, pouco a pouco, de suas imperfeições. Os obstáculos que aqui enfrentam, os fazem adiantar-se, quando bem suportados.

Discípulo: Estas provas são iguais para todos os discípulos, mestre?

Mestre: São como um remédio que limpa as chagas e cura o doente. Quanto mais grave é o mal, tanto mais enérgico deve ser o remédio. Aquele, pois, que muito sofre deve reconhecer que muito tinha a melhorar e deve estar feliz com o aproximar de sua cura. Dele depende, pela resignação, tornar proveitoso o seu sofrimento e não lhe estragar o fruto com as suas impaciências, visto que, do contrário, terá de recomeçar.

Discípulo: E quando ele superar esta fase, mestre?

Mestre: A superação desta fase é a chave da sua saída. Ele estará preparado para enfrentar o mundo lá fora, terá conseguido o equilíbrio, a paciência e a habilidade necessária para a convivência com os outros.